VÍRUS INVISÍVEL?
STRESS, ANSIEDADE E BURNOUT

CAPÍTULO 2

Edi Ladeira
Partilhado por Edi Ladeira

A dor que te dá força

Capítulo 1
DISPONÍVEL
Capítulo 2
DISPONÍVEL
Capítulo 3
EM BREVE

Os dias seguintes foram de grande ansiedade. Se por um lado tinha recebido a notícia no Hospital que “estava tudo bem”, por outros os sintomas não paravam e mantinham a mesma intensidade.

Se és Pai ou Mãe, sabes o que custa olhar para um filho teu, que precisa da tua ajuda, que chora por atenção ou carinho, que necessita do teu suporte… E tu por e simplesmente não consegues.

Durante essa semana, bastava um dos meus filhos pequenos chorar e os meus sintomas voltavam a ativar. Parecia um botão automático. O corpo voltava a paralisar, o pescoço gelado e a bloquear o ar que necessitava e o coração a bombear sem parar.

“São meus filhos. Precisam de mim. Isto não é normal!”

Foi duro. Muito cruel. Chorava como uma criança e sentia-me frágil por não saber as razões para sentir aquilo e ao mesmo tempo por não conseguir parar de o sentir.

A minha família precisava de mim. A família que eu nunca tive e que sonhei constituir, estava ali, pronta para mim, e eu, estava noutro mundo. Num mundo que nem eu próprio sabia do que se tratava.

O choro dos meus filhos mais pequenos entravam em mim como flechas automáticas que ativavam a minha ansiedade e crises de pânico. Foi assim, durante dias e dias.

Até que decidi ausentar-me. Falei com a minha esposa e decidi arriscar estar longe de tudo e todos para tentar parar, abrandar, observar o mundo sem a pressão que tinha no dia-a-dia.

Hoje sei que foi um grande risco pois estar sozinho, longe de todos, durante uma situação destas não é nada recomendado, mas naquele momento eu precisava mesmo dessa ausência.

Ao mesmo tempo tinha a sensação de que eu estava a viver uma coisa que não podia acontecer na minha vida. Eu não podia parar o mundo. Eu não podia ir embora e deixar a minha família. 

Não podia desaparecer e parar o meu negócio. Eu por e simplesmente não podia viver aquilo. Não encaixava no meu dia-a-dia. 

Mas não havia outra solução. Os sintomas não paravam e eu passava longas noites em branco, o que afetava ainda mais o meu estado mental e físico.

Fiz as malas enquanto chorava e abracei a minha família. Como se de uma despedida se tratasse. 

Por mais que me doesse estar longe de quem me faz tão bem, eu precisava de procurar algumas respostas, alguma paz, de apenas parar e observar o Universo. 

Durou apenas 1 semana. 

Longe. Ausente. Sem esforços ou qualquer exercício. A alimentar-me apenas de vegetais, fruta e água. Tentar dormir o máximo possível (não era fácil pois as crises normalmente davam-me à noite).

Iniciei também algumas terapias alternativas desde Acupunctura a Taças Tibetanas.

Sentia-me menos ansioso (ainda com alguns sintomas), mas sabia, ou sentia que aquilo era temporário.

Rapidamente ia voltar para junto dos meus, dos que me fazem bem, mas também para junto de todas as rotinas e responsabilidades que tinha sobre mim.

Assim foi.

E assim voltou. A Ansiedade. As crises de pânico. O medo de morrer. A tristeza acumulada e a sensação de que jamais iria encontrar solução.

cap-2-img-1

“Eu não estou a ser o Pai que eles precisam.” 

“Eu estou a falhar literalmente com toda a minha família.”

“O que vai ser do nosso futuro se eu não ficar bem rapidamente?”

A sensação de fraqueza e desilusão que me invadiu foi tão grande que tive longos meses sem sequer ligar o computador e fazer o que mais gostava. Trabalhar.

Só de pensar em negócios, clientes, parceiros, dinheiro, estratégias, responsabilidades, decisões… Eu tremia de medo.

Acredita! Foi muito duro. Ainda é. 

Este episódio na minha vida foi uma das alavancas para eu decidir lançar a POWERCLASS. 

Percebi o quanto somos pequeninos neste mundo. O quão Poder a Natureza e o Universo têm sobre nós, sobre as nossas vidas e que tudo pode mudar em apenas 1 segundo.

Percebi também que vivemos numa época em que, todos nós precisamos de SER MAIS e TER MENOS. De sentir mais e querer menos. De viver mais, aproveitar mais, agradecer mais e expulsar medos, bloqueios, invejas e desilusões.

Temos tanto a aprender uns com os outros. E precisamos tanto disso. 

Temos tanto para partilhar. Tanto para ensinar. Para evoluir. Para questionar. Mas também para tornarmo-nos seres mais felizes, mais confiantes, mais alegres, mais realizados, mais vivos. 

Mais PODEROSOS.

É por isto e muito mais que a nossa família irá abraçar-te com muita intensidade. És muito bem-vindo ou bem-vinda à nossa comunidade, sem qualquer receio, medo, desvalorização ou julgamento.

No próximo e último capítulo (3) vou partilhar um pouco contigo o que tenho feito para tentar superar este Vírus Invisível e como também tu podes fazer o mesmo para, superar, de uma vez por todas, “isto” que sentes dentro de ti, que entrou sem avisar, mas vai sair com a tua permissão.

Acredita. Descobre o PODER que há em ti.

PARTILHAR ESTE POST

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Um abraço apertado,

Edi Ladeira
Edi Ladeira
Idealizador e Fundador da powerclass.